Transforme Seus Colaboradores em Solucionadores de Problemas

transforme colaboradores em solucionadores de problemas

Transforme Seus Colaboradores em Solucionadores de Problemas

617 410 PS

Você, como líder, tem a função de orientar sua equipe e fazer os processos rodarem, mas o sucesso do negócio é determinado por seus colaboradores. Quanto melhor o desempenho de cada um, melhores os resultados da empresa.

Entretanto, uma das qualidades mais importantes em um colaborador é também uma das mais elusivas: a capacidade de resolver problemas de forma eficiente. Enquanto trabalhos operacionais como utilização de software podem ser ensinados da mesma forma que matemática e português, a habilidade de solucionar problemas exige mais criatividade, assim como a capacidade de permanecer calmo sob pressão e ter uma visão sistêmica.

Então, de que forma você pode ajudar seus colaboradores a se tornarem solucionadores?

# 1 Comece com o processo de contratação

Afaste-se dos processos padrões de contratação, olhe além do currículo. Você pode se espelhar na abordagem do Google: nas entrevistas, dê aos candidatos problemas para resolver no local e analise como eles reagem. Travam sob pressão ou motivam-se pelo desafio?

# 2 Empodere seus colaboradores

Defina metas, mas deixe-os descobrir como alcançá-las. No momento de orientá-los, não forneça uma seqüência de etapas a seguir, apenas informe-os sobre suas expectativas. Se você lidera um time de marketing, por exemplo, pode dizer: “Eu gostaria de ver uma taxa de conversão de 10 por cento maior. Vocês podem fazer isso acontecer?”.

# 3 Incentive a criatividade

Fomente brainstormings, adicione mais cor e plantas ao escritório, adicione algum tipo de diversão para quebrar a rotina (meditação, jogos, dinâmicas) ou uma sala de descanso. Dessa forma, além de torná-los mais criativos, você aumenta a produtividade!
Você gostaria de uma ajudinha para empoderar seus colaboradores e torná-los solucionadores de problemas? Temos palestras e workshops voltados exatamente para este propósito! Saiba mais.

Referências:

https://www.entrepreneur.com/article/290752

Comentários

comentário