Fato…

Um profissional de sucesso precisa aprender a lidar com conquistas e fracassos. Claro que isso não é tão simples quanto parece e, muitas vezes, a resiliência não faz parte das capacidades naturais do ser humano. Nosso cérebro é propenso a dar uma dimensão maior do que o real aos eventos negativos e a armazená-los rapidamente na memória. Segundo o psicólogo Matthew Della Porta, “as pessoas tendem a ter um viés cognitivo para os seus fracassos e para a negatividade”.

Análise…

Você pode treinar conscientemente seu cérebro para perseverar através das dificuldades. Quando passar por alguma situação de insucesso, não permita que um sentimento autodestrutivo fique dentro de sua mente, isso só o deixará mais propenso a internalizar uma autoimagem negativa. Ao invés disso, encare a experiência de uma forma que lhe permita avançar. Reconhecer e enfrentar as falhas e os problemas podem nos levar a identificar as melhores soluções, de forma que nossos erros e dificuldades não nos coloquem para baixo, mas nos deixem mais motivados e produtivos.

Reflexão…

Como síntese de seu estudo, Della Porta dá três dicas que podem ajudar na prática do cultivo da resiliência. São elas:
Gratidão – Pensar nas coisas boas da vida e fazer um balanço delas pode ajudar a equilibrar o viés cognitivo e a dar ao cérebro o tempo de que precisa para registrar e recordar de um evento positivo. Para praticar, podem ser feitas anotações diárias ou semanais de tudo o que acontece de bom, como a chance de trabalhar com o que ama ou poder contar com o apoio da família.
Afirmações positivas – Quanto mais você ouve uma mensagem, mais chances você tem de acreditar nela. O mesmo pode acontecer com as mensagens que falam sobre você e o que é capaz de fazer. Se todas as manhãs você repetir frases positivas a seu respeito, vai treinar seu cérebro para acreditar nelas e, com o tempo, passará a internalizá-las. Tente usar afirmações do tipo “da minha maneira, posso lidar com tudo o que acontecer”, ou “estou ficando melhor a cada dia”.
Combate aos pensamentos negativos – Para combater o exagero que nosso cérebro pode dar aos pensamentos negativos, é preciso imaginá-los como algo que está fora de nós, algo que podemos observar e desconstruir. Quando algo não sai como o esperado, ao invés de pensar “eu sou um fracasso”, procure interpretar o ocorrido de uma maneira diferente, descobrir onde estão as principais falhas e tentar novamente de uma nova forma.
Se incorporar essas práticas no seu dia a dia, com o tempo, a resiliência se tornará cada vez mais automática e os seus pensamentos mais positivos. Porém, isso não acontecerá naturalmente, é necessário aprender e praticar.
Boa sorte e que a resiliência ajude a lhe impulsionar ao sucesso!

Referência:
http://www.entrepreneur.com/blog/225711
http://www.entrepreneur.com/blog/225683