Nepal: Terremoto e Turismo

Nepal: Terremoto e Turismo

Nepal: Terremoto e Turismo

300 300 PS

Esta é uma tradução livre do texto escrito pela nossa amiga e parceira, Drª Toni Neubauer.
A Draª Toni é professora e humanitária. Entre os vários prêmios que já recebeu está o Friends of Nepal Award, reflexo do belo trabalho que realiza na região, levando, entre outras coisas, turismo, desenvolvimento e oportunidade de aprendizado ao povo nepalês. Atualmente, está atuando para atender às necessidades imediatas da população neste período pós-terremoto. Assim que as mesmas estejam sanadas, vai auxiliar no processo de reconstrução das comunidades.

A história do Nepal é repleta de desastres – terremotos, inundações, deslizamentos de terra, avalanches, secas e incêndios. Especialistas chegam a dizer que o Nepal é um dos países mais propensos a desastres no mundo. Mas o fato de aproximadamente 8.000 vidas terem sido perdidas no terremoto de 25 de abril e nos tremores secundários faz desta catástrofe o evento mais devastador que esse pequeno país já experimentou.

Pessoas generosas no planeta

Felizmente a comunidade internacional se prontificou a ajudar o Nepal. Mas, como nós podemos ver nos noticiários noturnos, proporcionar essa assistência tem sido um desafio. Agora, talvez mais do que nunca, a generosidade e a resiliência do povo nepalês estão sendo postas à prova.
Parece injusto que as pessoas que estão tão dispostas a compartilhar com os viajantes o pouco que têm tenham que passar por esse trágico evento. Eles não só precisam suportar seu sofrimento pessoal, como também precisam reconstruir suas casas, comunidades e o seu patrimônio arqueológico.

Turismo no Nepal pós-terremoto

Eu amo o Nepal e seu povo desde a minha primeira viagem para lá, em 1984. Desde então, tenho viajado e feito trekking em mais partes do país do que a maioria dos ocidentais. O turismo no Nepal é uma característica da Myths and Mountains, e eu pretendo continuar levando os viajantes para lá agora. Próximo à ajuda externa, o turismo no Nepal é a maior fonte de receitas para o país. Uma maneira de ajudá-los é ir visitá-los.
Apesar do terremoto no Nepal, dos escombros e ruínas que você vê nos noticiários, as lojas em Kathmandu estão abertas, as principais estradas da cidade estão limpas, e os hotéis – particularmente aqueles que os viajantes da Myths and Mountains gostam, como o Yak & Yeti e Dwarikas – estão em funcionamento.
Bodhanath foi danificada, mas continua em pé, assim como Swayambunath, embora tenha havido destruição às shikaras (um tipo de templo) e edifícios circundantes. Pashupatinath não foi danificada. Patan e Bhaktapur foram seriamente danificadas, mas nem tudo é uma pilha de tijolos, incluindo o famoso Templo Nyatapola.
Para os adeptos do trekking muitas rotas estão ok, como a trilha Annapurna e o Parque Nacional Royal Chitwan, assim como as áreas distantes do epicentro do terremoto.

READ Global: Ajudando aldeões a ajudarem a si mesmos

Praticamente desde o primeiro dia após o terremoto, READ Global, fundada Myths and Mountains em 1991, tem ajudado aldeias danificadas pelo terremoto de Nepal com bancos de sangue, tendas e serviço de ambulância. Caminhões tripulados pela equipe READ têm entregado absorventes higiênicos para as tendas das aldeias.
Uma vez que as necessidades imediatas das aldeias rurais sejam atendidas, os centros da READ vão continuar a desempenhar um papel fundamental para ajudar essas aldeias a se reconstruírem.

Nós, da PS Treinamento Empresarial, apoiamos essa ideia. Para saber mais sobre como você pode ajudar, visite o site da READ Global:
http://www.readglobal.org/

Conheça o blog da Drª Toni Neubauer: http://mythsandmountains.com/blog

Comentários

comentário